Um país na contramão – matriz econômica

Um país na contramão – matriz econômica

Um país na contramão: Matriz econômica equivocada

 

Como é nos países desenvolvidos:
A participação crescente de atividades provedoras de serviços no Produto Interno Bruto do país transforma produtos (de atividades industriais, extrativistas, commodities, agropecuária) em plataformas para venda de serviços. Nos EUA, Serviços e Informação já representam 85% do PIB do país e são responsáveis por quase 90% dos postos de trabalho existentes (Agricultura, que foi responsável por 70% dos postos de trabalho há cem anos, hoje gera menos de 2% dos postos de trabalho nos EUA).
A demanda por pessoas capacitadas, principalmente nas áreas de saúde, educação e tecnologias da informação e comunicação, exige bom nível educacional para que as atividades em serviços ofereçam boa remuneração.

 

E como é no Brasil:
Seguindo em direção diametralmente oposta, seu PIB é cada vez mais dependente de extrativismo, commodities agro minerais e indústria. Basta comparar as Bolsas de Valores de São Paulo e de Nova York  para entender a diferença nas matrizes econômicas dos dois países. A BOVESPA é movimentada praticamente por empresas extrativistas e produtoras de commodities, enquanto a NYSE é movimentada por empresas de tecnologia, serviços e informação.
A participação de serviços na geração de postos de trabalho é crescente, mas ainda muito distante da realidade americana. No Brasil, diferentemente dos países desenvolvidos, postos de trabalho em serviços, pela baixa escolaridade e capacitação, são mal remunerados. Profissões como empregada doméstica, flanelinha, guarda noturno e motoboy estão sendo regulamentadas para tirá-las da informalidade.

IMPORTANTE: A criação de um posto de trabalho em atividade provedora de serviços demanda investimento muito menor (de cem a mil vezes menor) do que em atividades industriais, extrativistas ou agrícolas. Por isso, países desenvolvidos investem muito menos para gerar mais postos de trabalho bem remunerados, melhorando o poder aquisitivo e a qualidade de vida da população.

E-MAILiT

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>